Dr. José Hudson Lamego da Silva CRM 20.904 | RQE 12.243

OPERADORES DE TELEMARKETING TÊM RISCO ELEVADO DE PERDER A AUDIÇÃO

OPERADORES DE TELEMARKETING TÊM RISCO ELEVADO DE PERDER A AUDIÇÃO

OPERADORES DE TELEMARKETING TÊM RISCO ELEVADO DE PERDER A AUDIÇÃO

OPERADORES DE TELEMARKETING TÊM RISCO ELEVADO DE PERDER A AUDIÇÃO

O setor de telemarketing emprega milhares de brasileiros. Mas ao mesmo tempo em que gera oportunidades de trabalho, principalmente para os mais jovens, também traz riscos à saúde auditiva. Como doença ocupacional, a Perda Auditiva Induzida por Ruído (PAIR) pode atingir trabalhadores expostos por um longo período de tempo a ruídos acima de 80 decibéis (medida do som). Uma carga horária de oito horas de trabalho, por exemplo, com exposição contínua a esse volume, pode danificar as células do ouvido interno gradativamente. O que mais preocupa é a rotina dos atendentes de telemarketing, que no ambiente de trabalho precisam usar fone de ouvido unilateral, com o volume variando de 60 a 90 decibéis. O fone unilateral pode causar danos irreversíveis à audição se não for usado corretamente. Segundo o IBGE, 9,7 milhões de brasileiros têm deficiência auditiva. Boa parte dos casos acontecem por causa da função exercida no trabalho. A fonoaudióloga Marcella Vidal, da Telex Soluções Auditivas, dá orientações para se evitar os danos à audição. “O operador de telemarketing precisa lembrar de sempre revezar o lado de colocação do fone, do ouvido direito para o esquerdo e vice-versa. Além disso, precisa dar pausas de pelo menos 10 minutos para cada hora de trabalho; e manter o volume do fone baixo, em torno de 60 decibéis, nível normal de uma conversa. Precisa também realizar exames audiométricos anualmente para checar seu nível de audição”, aconselha.
Fonte: http://revistacipa.com.br/operadores-de-telemarketing-tem-risco-elevado-de-perder-audicao/

OUTRAS NOTÍCIAS